Entrevista a George R.R. Martin

O escritor deu uma entrevista à NYMag, onde fala sobre a série e sobre o estado actual dos seus projetos, entre outras coisas. Aqui fica a tradução da parte relativa à série.

Qual é o seu envolvimento com a segunda temporada de Game of Thrones?
Escrevi o nono episódio, "Blackwater". A série está atualmente a ser filmada na Irlanda do Norte. Adoraria estar lá para ver, mas estou tão atrasado com outras coisas.

Que atores pegaram nas personagens e lhes trouxeram algo de novo e surpreendente, acrescentando novas características que não estavam necessariamente lá quando as criou?
Acho que, de um modo geral, temos um elenco espetacular; os nossos diretores de elenco fizeram um trabalho fantástico. Certamente que o Peter Dinklage fez um trabalho fantástico com o Tyrion, que é uma das minhas personagens preferidas nos livros. Nem fizemos uma audição para o Peter. Sempre falámos nele para o papel. O mesmo se passou com o Sean Bean - apesar de termos feito algumas audições para o papel - mas sempre quisemos o Sean e ele foi incrível naquele papel.

Outro grupo que merece uma menção especial são os miúdos - é muito difícil elencar um miúdo. Os nossos miúdos tiveram se suportar um peso dramático muito sério - precisávamos de jovens atores realmente bons. Conseguimos três incríveis.

Qual é a sua maior preocupação em relação à série, à medida que a história se aprofunda?
Existem certamente desafios pela frente, e à medida que a série avança os desafios serão maiores. Queria escrever um livro tão grande como a minha imaginação. O David [Benioff] e o Dan [Weiss] estão perante o desafio muito real de como transpor esta coisa complexa, com um elenco de centenas de pessoas e castelos gigantes e dragões e muralhas de gelo - desafios de produção importantes que aumentam a cada livro. Acho que um dos maiores desafios são os orçamentos e o tempo das gravações. Tivemos dez horas para a primeira temporada e o mesmo para a segunda. O Boardwalk Empire tem doze, o Treme tem doze - se tivéssemos tido mais duas horas poderíamos ter contado muito mais da história. O Storm of Swords [terceiro livro] é enorme e terá de ser partido em duas temporadas, penso eu. Mas o David e o Dan são excelentes pessoas e juntaram uma excelente equipa, por isso se alguém o consegue fazer, são eles.

A outra coisa que me preocupa é o que eu chamo de "efeito borboleta". Se conhecerem o conto do Ray Bradbury, sabem o que quero dizer. Na TV, vimos a morte de Mago, mas vê-lo-emos nos livros - ele continua vivo. Terá de ser diferente entre o livro e a série, porque o mataram na TV. Este tipo de efeito colaterais pode acontecer.

O resto da entrevista pode ser lida aqui.

Leave a Reply

Partilhar