Primeira Temporada - Balanço Final


Depois de tantos e tantos meses de espera e expetativa, em Abril começou finalmente a tão aguardada adaptação televisiva de uma das séries de fantasia mais amadas e elogiadas de sempre, A Song of Ice and Fire, de George R.R. Martin. Os meses que antecederam a estreia estiveram repletos de entusiasmo a cada novo anúncio de casting, a cada nova foto, a cada novo trailer. Foi para poder partilhar esse entusiasmo que decidi criar este blogue, e posso dizer que tem sido uma viagem muito gratificante.

Em primeiro lugar, quero dizer que considero que tivemos, na primeira temporada de Game of Thrones, uma excelente adaptação do livro com o mesmo nome, considerando todos os fatores positivos e negativos. A série seguiu, arrisco a dizer em 95% das vezes, o rumo de acontecimentos dos livros, apesar das inevitáveis condensações de diálogos e detalhes e da adição de novas cenas. Foi notória a preocupação em manter a série o mais fiel possível aos livros, e por isso deixo aqui a minha vénia aos responsáveis. Julgo mesmo que, em alguns casos, a preocupação com essa fidelidade acabou por funcionar contra o fluir da história, mas confio que, na próxima temporada, estas pequenas falhas sejam corrigidas. Afinal de contas, muitas vezes o que funciona bem num livro não funciona necessariamente bem na tv/cinema - daí o nome "adaptação". Ainda assim, fico contente que seja uma série com a história "adaptada" em vez de "baseada em", como está a acontecer com True Blood.

O melhor da série, para mim, foram os atores escolhidos e o enredo. Game of Thrones teve a sorte de poder contar com grandes atores, que estiveram, na sua maioria, a grande nível. Muitos deles desconhecia completamente e fiquei positivamente impressionada pela qualidade do seu trabalho, pelo quão bem incorporaram os seus papéis e pela extensão do seu conhecimento acerca da história da sua personagem e do mundo em que esta vive. A história, essa, já eu conhecia e sabia que, se a seguissem com o mínimo de fidelidade, não havia muito por onde falhar.

Quanto à produção de toda a série, fiquei muito bem impressionada com alguns cenários, em especial o salão no Eyrie e o respetivo trono. Dos cenários externos, especialmente grandes planos, não vimos muito... mas do que vimos destaco a imponente Muralha. Gostei, de um modo geral, da roupa criada para a série, mas não me façam falar das perucas. Quanto a armaduras, espadas e outro material de luta, acho que foram bem desenvolvidas, apesar de ter achado as armaduras da Guarda da Cidade talvez com um aspeto demasiado oriental. Aliás, penso que essa "orientalidade" passa um pouco nas roupas, penteados e alguns cenários em King's Landing, e tenho algumas dúvidas se foi adequado.

Refletindo um pouco sobre aquilo que menos gostei na série, sem entrar em detalhes de cenas ou personagens em concreto, penso que devo referir a sensação de falta de um certo caráter épico e grandioso à história. Por exemplo, os Dothraki deveriam ter parecido mais do que uma tribo nómada com algumas centenas (dezenas) de elementos. Os acampamentos de guerra dos Lannister e dos Stark deveriam ter tido mais do que alguns planos fugidios. Batalhas, nem vê-las, apesar de achar que essa decisão escapou por pouco ao limite do aceitável. Também não apreciei muito as famosas cenas de sexposition, que penso terem cumprido bem a função de mostrar que a série passa na HBO, mas pouco mais que isso.

Mas, apesar destas reticências, estou muito, mas mesmo muito satisfeita com a adaptação. Não que eu seja grande entendedora de séries televisivas, e talvez esteja influenciada pelo facto de ser fã a priori, mas tenho de dizer que, na minha opinião, temos aqui uma grande série. É excitante ver tanta gente agarrada à história, ansiosa por saber o que vai acontecer e a correr às livrarias e comprar os livros. A longa contagem decrescente para a segunda temporada já começou.

Categories: ,

4 Responses so far.

  1. Barroca says:

    mete longa [a contagem decrescente] nisso! :P

    acompanhei cada episódio com satisfação e nervoso miudinho, mas a temporada ficou fantástica, embora concorde quando referes que faltou aquele ar de épico e grandioso.

    pode ser que o sucesso faça render uns milhares valentes que possam ser desviados para a equipa de CGI e efeitos especiais e tenhamos uma temporada 2 que encha mais o olho em termos de cenários (até porque a história exige).

    e abril de 2012 nunca mais chega!


    também botei faladura: minha modesta review

  2. Célia says:

    Acho, pelos comentários dos produtores que vão investir mais em CGI na próxima temporada. É mais ou menos inevitável por causa da presença dos dragões, mas também já deixaram implícitos que a vão utilizar para os lobos.

    Cá estaremos para ver!
    Ah, e obrigada pela partilha do link :)

  3. Anónimo says:

    Como ávido leitor da saga de Martin, devo dizer que esta adaptação televisiva não me decepcionou (como costuma ser a regra em livros que passam para o ecrã), muito pelo contrário, superou todas as minhas expectativas. Penso que o segredo esteve na fidelidade ao enredo original e na aposta certeira nos actores para desempennhar o papel destas personagens, que bem sabemos serem complexas e multifacetadas, em que até os mais novos tiveram uma performance brilhante.

    Parabens pelo blogue, que tive o prazer de ir acompanhando (embora seja a primeira vez que aqui comente), e pelas observações muito acertivas que partilhou connosco, e que, em termos gerais, subscrevo!

    cumprimentos,

    Filipe

  4. mariana says:

    Adorei a adaptação,excelente elenco e argumento.
    um ponto negativo foi talvez o não terem explorado e mostrado as cenas de batalha ( apenas mostra o final da batalha) e colocado mais figurantes ou um efeito especial para parecer mais grandioso os Dothraki,como referiste.
    Podiam ter dado um efeito mais épico.
    Só quero ver como vao fazer a batalha da agua negra!! Vai dar um trabalhão e um dinheirão. Estou com medo que as cidades livres e de escravos não estejam como nos livros.A de Qarth com as piramides,exotica...E a casa dos Imorredouros.Espero que consigam bem esta cena que mais parece um pesadelo com a alice no pais das maravilhas...
    No entanto os defeitos que apontei são desculpáveis devido ao orçamento.
    Além do mais de que vale grandes cenas de batalha se o filme nao vale nada? Game of Thones dá um outro sentido ao chamado épico.Diálogos,intrigas épicas.Personagens épicas.
    o meu irmão da um olhar a senhor dos aneis com aquelas cenas de batalha épicas e depois olha game of thrones e diz que nem se compara.Ele nao compreende a verdadeira imensidao desta historia.Da inteligencia nela presente.Um Puzzle autentico.Sem fantasiar demasiado.
    Outra coisa que achei que devia ter entrado era um flashback de jaime a matar aerys , em vez de se limitarem a contar esse "pequeno " pormenor acerca de jaime. O sonho de bran com o corvo ficaria fantástico com ele a cair.Mas é complicado passar para a tela certas coisas do livro.

    Espero que haja muitos flashbacks sobre os targaryen, valyria rhaeggar...espero mesmo pois isso faz parte da riqueza da historia.Espero que consigam passar naturalmente do presente para um flashback.

Leave a Reply

Partilhar