Episódio 1x08 - The Pointy End (resumo)


Em King's Landing, Arya treina com o mestre da dança Syrio Forel. Entretanto, os guardas Lannister continuam a matança dos homens de Winterfell, incluindo os que preparavam a partida de Sansa e Arya para Winterfell. Sansa queixa-se a Septa Mordane do desinteresse de Arya, quando ouvem sons de batalha; Septa manda Sansa para os seus aposentos e decide enfrentá-los. Mais guardas vão buscar Arya, com o pretexto que Ned o ordenou, mas Syrio não acredita que o pai de Arya mandasse guardas Lannister buscar a filha. Syrio opõe-se aos guardas e manda Arya fugir, numa altura em que a luta não se afigurava muito favorável ao Bravosii.

Arya foge pelas casas do palácio ao ouvir sons de luta. No regresso aos seus aposentos, Sansa encontra o Hound, que a Rainha mandou para a buscar. Arya encontra os seus pertences espalhados e tenta logo encontrar a sua espada. Um rapaz tenta apanhá-la e Arya acaba por matá-lo com a sua espada, fugindo depois.


Varys visita Ned nas masmorras e oferece-lhe água. Ned pergunta pelas filhas e Varys dá-lhe notícias das raparigas e dos seus homens. Varys condena Ned por ter confrontado a Rainha com a verdade sobre o pai dos seus filhos, e recrimina-o pela sua piedade, dizendo-lhe que o considera um homem morto. Quando Ned lhe pergunta quem ele serve, Varys responde que serve o Reino, pois alguém tem de o fazer.

Vindos do juramento, os homens da Patrulha Negra chegam à Muralha com os homens mortos que encontraram. Sam repara que os homens não têm cheiro e deveriam cheirar mal se estivessem mortos há algum tempo. O Comandante decide não queimá-los logo para serem observados, antes de ser chamado para ler uma missiva vinda de King's Landing. Depois de a ler, chama Jon Snow e avisa-o que o Rei morreu e o pai foi feito prisioneiro, acusado de traição. Mormont avisa Jon para não fazer nada estúpido, uma vez que a sua responsabilidade agora está na Muralha.


Sansa é levada à presença da Rainha e de alguns membros do Conselho, que lhe dizem que o pai foi acusado de traição e porquê. Cersei ameaça não a deixar casar com Joffrey, mas Littlefinger intercede por ela. Cersei diz a Sansa para escrever à mãe e ao irmão Robb, para irem a King's Landing jurar fidelidade a Joffrey, e convence-a que tem de o fazer para bem deles.

Robb recebe a carta da irmã, e Maester Luwin avisa-o que são palavras da Rainha. Robb decide chamar os seus aliados e rumar a King's Landing para ir salvar o pai. Robb admite a Theon que tem medo. Vários corvos partem de Winterfell, com mensagens para os aliados dos Stark.


Em Eyrie, Catelyn está furiosa com a irmã por ter recebido notícias de King's Landing e nada lhe ter dito. Lysa recusa-se a ceder os seus homens para irem ajudar o cunhado, porque acha que têm de ficar em Eyrie e defender o seu filho. 

Tyrion e Bronn caminham no meio da floresta, depois de terem saído de Eyrie, e ambos põem em pratos limpos em que pé está a sua relação. Mais tarde, são cercados por tribos da floresta, que Tyrion consegue convencer a acompanhá-los ao acampamento Lannister.

Na Muralha, Alliser Thorne provoca Jon por causa do seu pai ter sido acusado de traição. Jon não se consegue conter e tenta atacá-lo. Mormont diz-lhe que o avisou para não fazer nada estúpido e manda-o para os seus aposentos, de castigo. Mais tarde, Ghost está inquieto e Jon decide deixar o lobo sair e ver o que se passa. Ghost leva-o aos aposentos de Mormont, onde Jon é atacado por um dos homens mortos que vieram da floresta, e que entretanto se transformou num morto-vivo. Mormont chega e antes que voltem a ser atacados, Jon incendeia o morto-vivo.


Dany vagueia pelos destroços de uma localidade arrasada pelos Dothraki, enquanto estes procuram despojos de guerra. Como não gosta da forma como estão a tratar o povo atacado, Dany manda-os parar e torna várias mulheres suas escravas para impedir que sejam violadas. Um dos guerreiros Dothraki não gosta das ordens de Dany e vai-se queixar a Drogo. Dany explica ao marido porque o fez e Drogo fica do lado da mulher. O guerreiro continua insatisfeito e Drogo decide lutar com ele, matando-o. No entanto, fica com uma ferida no peito e uma das mulheres que Dany resgatou, Mirri Maz Duur, é curandeira e oferece-se para curar a ferida.

Em Winterfell, os vários aliados dos Starks juntam-se para decidir o que fazer. Greatjon Umber deseja ser ele a liderar a hoste, mas Robb opõe-se e ameaça-o de que se não o apoiar o vai atacar por quebrar o juramento. Umber não reage bem e Grey Wind, o lobo de Robb, ataca-o e arranca-lhe dois dedos de uma mão. Umber fica impressionado com a reacção de Robb e do lobo e acabam todos às gargalhadas.


Robb visita o pequeno Bran no seu quarto para lhe dizer que tem de partir de Winterfell pelo pai. Bran deseja ir com o irmão, mas Robb diz-lhe que tem de haver sempre um Stark em Winterfell. Rickon, o Stark mais novo, aparece no quarto de Bran depois de Robb sair e quando Bran tenta acalmá-lo e dizer-lhe que voltam todos em breve, Rickon diz-lhe que não, não irão regressar.

Bran reza aos deuses antigos perto da árvore-do-coração, quando Osha aparece. Os dois falam sobre os deuses antigos quando Hodor aparece nu. Osha garante a Bran que existem gigantes para além da Muralha, para além de outros perigos. 

Na Muralha, queimam-se os corpos dos homens que foram encontrados, atacados pelos White Walkers. Sam diz aos colegas que estes seres só podem ser destruídos com o fogo, assim leu num livro.


Catelyn e Ser Rodrik Cassel chegam ao acampamento de Robb, que discute com os seus homens tácticas de guerra. Robb e a mãe ficam visivelmente contentes por ser reverem, mas apenas se abraçam quando ficam a sós. Catelyn expressa o desejo que Robb tivesse ficado em Winterfell, mas depois diz ao filho que só têm hipóteses de sobreviver se os derrotarem em campo.

Tyrion chega ao acampamento Lannister com os "seus" homens e vai de imediato falar com o pai, apresentando-lhe os companheiros. Tywin põe Tyrion ao corrente dos acontecimentos em King's Landing, e falam também sobre os avanços da hoste de Robb Stark. Tywin promente aos homens dos clãs das montanhas que se lutarem com ele terão todas as recompensas que desejarem.

Os Starks e os seus aliados discutem novamente tácticas de guerra, quando um batedor dos Lannister é trazido à sua presença. Robb decide libertar o batedor, mas só após lhe dizer o que pretendem fazer, numa tentativa clara de fazer chegar ao seu inimigo informações erradas.


Em King's Landing, o novo Rei, Joffrey, está numa audiência. Janos Slynt, comandante da Guarda da Cidade, recebe louvores e terras pelo serviço ao Rei; Tywin Lannister é nomeado como nova Mão do Rei. Cersei anuncia a Ser Barristan Selmy, comandante da Guarda Real, que deverá retirar-se do seu posto e ceder o lugar a Jaime Lannister. Selmy não compreende esta decisão e retira-se, furioso.

Sansa pede um tempo para falar com o Rei e, em nome dos sentimentos de Joffrey por si, roga a misericórdia pelo seu pai. Joffrey exige que Ned confesse que é um traidor e que admita que ele é o Rei.

Categories: ,

3 Responses so far.

  1. Olá, belo blog
    participo muito do Game Of Thrones Brasil e vou começar a frequentar este blog também, o episódio foi bom, afinal, depois de um péssimo episódio (o ep 7 foi horrivel =/)

  2. A Sansa não mata ninguém. :P

  3. Célia says:

    DUH, vou corrigir :P

Leave a Reply

Partilhar