Episódio 1x05 - The Wolf and the Lion (Série vs. Livro e opinião)

Série vs. Livro
Este episódio cobre os acontecimentos dos capítulos 31-36. O episódio inicia-se com uma cena entre Ned Stark e Ser Barristan Selmy, cujo diálogo foi expandido em relação ao que está no livro na parte em que falam do passado. A cena entre Ned e Robert na tenda está bastante fiel ao que se passa no livro, apesar do diálogo ter sido encurtado.

Também o resto do torneio é encurtado. No livro, disputam-se as "meias-finais" em dois combates: Jaime contra Sandor Clegane (Hound), que este último ganha, e Loras contra Gregor Clegane, que é mostrado no episódio. No livro, Sandor e Loras são os finalistas, mas porque Sandor intercede por Loras contra o irmão, Loras cede-lhe a vitória no torneio.

A cena de Catelyn, Tyrion e companhia resume de forma bastante rápida os percalços que o grupo teve de enfrentar, com algumas  (pequenas) nuances, e a acção e diálogo condensados.

As cenas em Winterfell são novas. Através da lição de Bran o espectador fica a saber um pouco mais sobre as casas de Westeros e toma consciência que Bran se ressente pelo facto de a mãe estar longe. A cena de Theon com a prostituta volta a acrescentar, à semelhança do episódio anterior, alguma informação sobre os Greyjoy.

A conversa de Ned com Varys decorre na mesma toada da do livro, mais uma vez condensada. O mesmo aconteceu à cena em que Arya ouve, acidentalmente, uma conversa que não era para os seus ouvidos. Nesta cena, o espectador fica logo a saber quem são os "conspiradores".

A cena entre Varys e Littlefinger é outra adição ao episódio. Certamente que falariam os dois, mas no livro nunca tivemos oportunidade de presenciar as suas conversas. A cena do conselho está presente no livro e é aqui muito bem representada.

A chegada do grupo de Catelyn ao Eyrie é bastante resumido, faltando, por exemplo, perceber as dificuldades de chegar ao edifício mais alto da propriedade. O diálogo na presença de Lysa foi também um pouco cortado e o facto de Robin (no livro, Robert) ainda mamar é conhecido no livro, mas apenas decorre na presença de Catelyn.

Mais uma cena nova, a mostrar a relação de Loras Tyrell e Renly Baratheon. Nos livros, apenas são dadas pistas para esta relação (não me recordo se o 1.º livro tem mesmo alguma), mas aqui o espectador fica desde logo conhecedor da situação. A cena dá pistas para o que acontece no futuro e ajuda a desenvolver as personagens, não faltando alguns segmentos que pretendem chocar os mais sensíveis, apesar de insinuarem mais do que realmente mostram.

A última cena nova do episódio decorre entre Robert e Cersei. Os dois falam da situação presente do Reino e da sua relação, com enfoque no passado. É uma boa cena para percebermos o estado emocional das personagens.

A cena final é fiel ao livro com algumas nuances quanto ao local em que decorre, a altura do dia e a forma como Ned fica ferido. Mas ainda assim, um excelente final.




Opinião Pessoal
Tenho de começar por dizer que este foi, na minha opinião, o melhor episódio da temporada até ao momento. Para além dos momentos emocionantes - dos quais a cena final foi o expoente máximo - há que referir que o facto de a acção do episódio se ter praticamente centrado em King's Landing beneficiou muito o desenrolar do episódio. Apesar de nos episódios anteriores ter sido importante haver constantes deslocações espaciais para apresentar as personagens e contextualizar, a verdade é que não foram raras as vezes em que senti alguma quebra de ritmo por esse facto em concreto. Aqui, excluindo a breve visita a Winterfell e a sub-enredo do Eyrie, tudo gira em volta de maquinações, conspirações e vinganças que tomam lugar na capital do Reino.

O final deste episódio é tão emocionante que julgo que me esqueci de respirar enquanto o estava a ver. O confronto entre o Ned e o Jaime foi extremamente bem feito e coreografado e os actores transmitem tão bem a forma como as respectivas personagens encaram o duelo que seria impossível fazer melhor. O facto de ter sentido um choque com a morte de Jory, mesmo sabendo que ia acontecer, é uma boa prova da emoção de que falo.

Mas o episódio teve outros momentos altos, dos quais tenho de destacar a conversa entre Cersei e Robert. Soberbos, os dois actores, e o texto está completamente à altura. Quase nos faz ter pena de Cersei... quase. E a troca de palavras entre Littlefinger e Varys é excelente, a mostrar bem o carácter "escorregadio" das duas personagens.

Claro que não adorei tudo, e algumas cenas pareceram-me um bocado forçadas, em especial a que envolve Loras e Renly. OK, eu sei que eles têm uma relação nos livros, que passa muito despercebida, e também sei que, na altura em que decorre este episódio o mais certo era estarem envolvidos. Até acho que parte da conversa deles lança bases importantes para o que se vai passar na segunda temporada, mas... o Loras a depilar o Renly, a sério?? Já para não falar na parte final da cena... Pareceu-me gratuito, feito mais para chocar do que propriamente para beneficiar o enredo. O mesmo digo em relação à cena de Theon com a prostituta, que pouco ou nada acrescenta.

De resto, gostei muito. Estou ansiosa por ver o que nos reservam para a próxima semana!

8,5/10

Categories: ,

4 Responses so far.

  1. krAd says:

    Com estes momentos finais nos episódios ando a semana toda a ansiar pelo próximo episódio...

    E a tentar ao máximo evitar não ler spoilers para não estragar o momentum..

    Se não estivesse já a ler neste momento uma saga, "As Brumas de Avalon", já estaria neste momento a adquirir os livros da série.

    Alguém pode deixar como resposta o nome dos livros?

    Agradeço ;)

  2. KrAd, adquire e lê os livros da saga. Vais ficar de tal maneira "vidrado" que tão cedo não vais querer ler outra coisa :). E nesta altura, de certeza que arranjarás packs dos 2 ou 3 primeiros livros a preços bastante atractivos. Consulta o site da editora (http://www.saidadeemergencia.com).

    Em relação ao episódio, gostei bastante mas também achei um bocadinho condensado ... por vezes até demais. Por exemplo, o ataque ao grupo de Catelyn e Tyrion e a chegada a Eyrie não reflecte as grandes dificuldades que eles tiveram para percorrer os caminhos da montanha nem a dificuldade na subida da torre até aos aposentos de Lysa. No livro, à entrada do vale de arryn Catelyn é recebida, salvo erro, por um tio, personagem que acabou por não ser introduzida ...

    Apesar de gostar bastante do carácter explícito da série, achei demasiado forçado as cenas entre Loris e Renly e entre Theon e Ros. Acho que não era preciso ir tão longe para dar a entender por um lado, a relação entre Loris e Renly que, quanto a mim, parece-me mais superficial nos livros (pelo menos dos que li até agora...) e, por outro lado, a cena com Theon em que se mostra mais um bocado do carácter da personagem e dos seus sentimentos em relação ao seu cativeiro.

    Mais uma vez, deixo uma última nota para Tyrion. Estou verdadeiramente fascinado com esta personagem. Mais um episódio, mais uma tirada excepcional. Quando Lysa o acusa de ter morto Jon Arryn e ele diz: "I've been busy this week..." :) Genial... Toda a gente o acusa de ter assassinado alguém :)

  3. Concordo em absoluto quando dizes que este foi o melhor episodio ate agora. Muitissimo emocionante, e na minha opiniao a passar para a tela toda a garra/violencia/força/picardia impressas nos livros. Claro que cenas e dialogos tem que nos aparecer consensados, por vezes muito condensados, mas ´´e o preço da passagem de uma obra literaria para a televisao/cinema. Adorei a Lisa, completamente alucinada, muito bem captada a essencia da personagem escrita. E como sempre as cenas com o Tyrion sabem a pouco. Por ultimo, a cena derradeira ´´e o culminar de uma bola de neve que se agiganta e nao tras bons pressagios...
    Venha la mais um faxavor que eu estou em pulgas.

Leave a Reply

Partilhar