Episódio 1x03 - Lord Snow (resumo)

Ned Stark e a sua comitiva chegam a King's Landing, e este é quase de imediato convocado para uma reunião do Conselho do Rei. A caminho da sala de reuniões, Ned encontra Jaime Lannister na sala do Trono, junto ao Trono de Ferro, e os dois falam sobre o passado, numa contida troca de galhardetes.


Já no local da reunião, Ned reencontra velhos conhecidos, nomeadamente o irmão do Rei, Renly Baratheon, o conselheiro Varys e Littlefinger, o mestre da moeda. Ned fica a saber que se irá realizar um torneio em honra da sua nomeação como Mão, apesar do estado catastrófico das finanças reais.

Cersei tenta ensinar ao filho algo sobre a política dos Sete Reinos, mas Joffrey mostra toda a imaturidade e insolência que o caracteriza. Entretanto, Arya demonstra o seu rancor em relação à família real e à irmã Sansa. Este estado de espírito conflituoso leva Ned a ter uma conversa com a filha, tentando fazê-la ver as coisas de outra forma e realçando a importância da união entre os Stark neste ambiente aparentemente adverso. Depois de ter percebido que a filha tem uma espada e está determinada a mantê-la, Ned chega à conclusão que é melhor que a pequena Arya aprenda a utilizá-la.



Em Winterfell, Bran ouve as histórias assustadoras da Velha Ama. Robb vai falar com o irmão, para ver se ele se lembra de algo sobre a sua queda, mas Bran não tem quaisquer recordações e mostra-se muito amargo com a perspectiva de nunca mais poder andar.

Cately e Ser Rodrik chegam a King's Landing, e são de imediato interceptados por guardas, cientes da sua presença apesar do desejo de secretismo. Ambos são levados para um bordel a mando de Littlefinger, que explica a Cat que ali ninguém os procurará. Varys chega e falam sobre a origem da faca que o homem que tentou assassinar Bran trazia. Littlefinger explica que a faca era dele, mas que a perdeu numa aposta para Tyrion Lannister. 



Na Muralha, Jon Snow demonstra os seus dotes de espadachim, perante o escárnio de Alliser Thorne, o mestre-de-armas da Patrulha da Noite. De novo em King's Landing, Ned recebe a notícia que Bran acordou, e Littlefinger diz-lhe que a sua mulher se encontra na cidade. Ned tem dificuldade em acreditar, mas vai com Littlefinger ao bordel e encontra lá Catelyn.

Jon não granjeou simpatias entre os companheiros recrutas e é Tyrion Lannister quem o salva de ser agredido por eles, usando a sua posição como irmão da Rainha para os ameaçar. Depois, explica a Jon que é um privilegiado por ter tido treino prévio, e que deverá tentar ser mais cauteloso com a humilhação a que sujeita os colegas, por esse facto. Tyrion diz a Jon que Bran acordou.


Littlefinger tenta dissuadir o casal Stark a concluir que o mandante do assassínio de Bran foi Tyrion Lannister, apenas por ser dono da faca. Para além disso, promete aos dois tentar ajudar Ned a encontrar provas e Catelyn diz ao marido que confia no velho amigo.

Jaime tenta acalmar Cersei, que está muito preocupada com o que Bran possa recordar da queda. Jaime promete matar todos os que os ameaçarem. Catelyn despede-se do marido e parte de King's Landing. Um Robert bêbado discute com o famoso cavaleiro da Guarda Real, Ser Barristan Selmy, a primeira vez que matou um homem. Quando Jaime é chamado, Robert pergunta-lhe quem foi o primeiro homem que ele matou, e, de novo, é recordado o que aconteceu quando Jaime matou o Rei Aerys.


Para além do Mar Estreito, o khalasar continua a sua viagem. A determinada altura, Dany manda-os parar e Viserys fica furioso por ter de obedecer a ordens da irmã, quando ele é o verdadeiro herdeiro e futuro Rei. Perante a ameaça física de Viserys a Dany, um dos seus cavaleiros, Rakharo, usa o chicote para travar Viserys, e sugere matá-lo. Dany pede para não fazerem mal ao irmão. Viserys parece ter perdido qualquer autoridade sobre os seus companheiros de viagem.

Benjen Stark diz a Jon que irá partir para além da Muralha. Jon quer ir com ele, mas o tio diz-lhe que ele ainda não está preparado. Tyrion conversa com um elemento da Patrulha da Noite, Yoren, que se encontra prestes a partir para Sul para recolher recrutas, e decidem viajar em conjunto.


De volta aos Dothraki, Dany descobre que está grávida. Jorah Mormont fala com Rakharo sobre diferenças na forma como lutam e, pouco depois, Irri chega e informa-os da gravidez de Dany. Na Muralha, Tyrion Lannister despede-se de Jon Snow.

Arya conhece Syrio Forel, um peculiar esgrimista de Braavos. Iniciam o treino de imediato, e Syrio começa a ensinar a Arya a dança da luta.

Categories: ,

8 Responses so far.

  1. Não tinha reparado no livro, mas é engraçado como todos condenam Jaime por ter assassinado o Rei Louco quando outros provavelmente não se importariam de fazer o mesmo e beneficiaram de tal morte. E faz questionar o papel da guarda real. Deverão ficar parados a ver um rei, claramente demente, queimar outros enquanto assistem, ou tomar medidas para o parar? Eles defendem o rei, mas supostamente o rei defende o seu povo, quando não o faz será que os guardas deviam protegê-lo ou depô-lo?

    Interessante as questões que coloca, e sinceramente começo a sentir alguma empatia para com Jaime, o que não aconteceu no livro quando o li.

  2. Célia says:

    É normal que não tenhas sentido grande empatia pelo Jaime, até porque os capítulos POV dele começam no que vais ler a seguir :P

    Sem dúvida que saberes o que a personagem pensa te ajuda a compreendê-la melhor e às suas motivações. De facto, Jaime pensa que fez o que tinha a fazer quando matou o Rei anterior, e é nos seus capítulos que percebemos isso. Na série, optaram por começar logo a introduzir essas questões. Como dizia no outro dia, não acredito que Jaime fosse "mau" desde o início e os seus POV ajudam a desfazer essa imagem. Mas a verdade é que as próprias vivências depois de ser capturado ajudam a torná-lo numa pessoa diferente. Sem dúvida, uma das minhas personagens preferidas ;)

  3. Na verdade nunca o vi como mau, quer dizer, tirando a parte de atirar uma criança de uma janela abaixo. Era-me indiferente. Achava-o convencido, arrogante, talvez um pouco egocêntrico, alguém que não olha a meios para chegar a um fim, mas não propriamente mau. Achei que o Viserys era bem pior.

    Vou ler quando o Dance tiver os dois volumes em pt... *diz mantra para si mesma*

  4. Célia says:

    Já agora, se gostas de ships assim a tender para o pouco provável, há um muito fixe que envolve o Jaime ;)

    Estás à espera do quê para continuar a ler, hum? :D

  5. bekkas says:

    Estou a espera das legendas em pt para ver o terceiro episódio. O Jaime é uma das personagens que com o tempo passei a gostar mais, principalmente após algumas atitudes e acontecimentos que teve nos últimos livros. Personagem má dos lannister só mesmo a cersey e o pai. para quando a comparação entre o livro e o episódio?

  6. Célia says:

    bekkas, estou a tratar disso mas ainda vai demorar um cadito porque mal ou bem tenho de trabalhar também ;)

  7. Célia: Sim, ships improváveis é comigo! :D Agora fiquei curiosa...

  8. Célia says:

    Lê e matas a curiosidade :P

Leave a Reply

Partilhar